20 setembro, 2007

O amor está no ar.


O assunto é recorrente... fazer o que? Falar do filhão é sempre um prazer.
Já sei que vai ter gente de Juiz de Fora que vai dizer que é muita babação.
Mas não é que é mesmo?

2 comentários:

Daniel disse...

Olá Regina.
Muito Obrigado pelo comentário. Fiquei feliz em saber que você também faz parte dessa luta por melhores condições de tratamento psquiátrico no nosso país.
Estava lendo esse tópico, você é de Juíz de Fora? Tenho alguns parentes lá, mas nasci e moro em Nova Lima.
Abração!

Anônimo disse...

Eu falo mesmo! Eu protesto quanto a falta de espaço para mim neste blog kkkkkkkkk. Filha tora, ciumenta é fogo!
Tati