14 setembro, 2007

Manhãs de sol...


Finalmente tomei vergonha e voltei a caminhar na praia todos os dias pelas manhãs. Retornei nesta segunda-feira, comprei um tênis novo e mandei brasa! Da descida do MAC até a Estrada Fróes é um bom pedaço e deve dar uns 4 km, ida e volta, o que corresponde a mais ou menos 1 hora de caminhada. De uns tempos pra cá ando muito preguiçosa, meio devagar, mas tomei a decisão e lá vou eu, odiando cada passo, mas com o firme propósito de não desistir. Tenho cumprido as metas.
Hoje na praia, observando as pessoas caminharem, umas rapidamente, outras até correndo (credo!) fiquei pensando em como está difícil para as pessoas se entenderem, se comunicarem nesse mundo massificado... Estamos nos tornando cada vez mais solitários, peças de um grande sistema, seres que passam uns pelos outros e não se vêem, não se falam, não se cumprimentam. Estamos nos tornando insensíveis, surdos, sem relações consistentes, afastados pela correria dos compromissos, do trânsito, dos celulares. Está faltando tempo para tudo, faltam conversas na calçada, gente nas janelas, crianças brincando nas ruas. Em 1962, Érico Veríssimo já apontava na sua trilogia O Tempo e o Vento, essa dificuldade de estabelecer ligações mais fortes entre as pessoas. Hoje, passado tantos anos, um novo século, e tudo ficou ainda mais difícil. As pessoas estão fechadas na sua solidão, mesmo tão próximas umas das outras.
Uma manhã tão linda, um céu azul, tudo conspirava para os olhares se encontrarem, os sorrisos se abrirem e ninguém viu nada...



4 comentários:

Daniel disse...

Olá Regina!
Muito obrigado por ter se lembrado de mim!
Adorei o cartão de aniversário. Você é uma amiga virtual muito presente! E como sempre seu blogger está um espetáculo!

Abraço,

Daniel

Anônimo disse...

Aff q vida chata, caminhar na orla rs... E eu aqui c o bumbum doído do banco da bicicleta.
Beijos e ânimo aí q eu tb tô malhando aqui
Tati

Anônimo disse...

É isso mesmo Regina,
Caminhar é necessário,eu também fui vítima da preguiça,mas tomei uma decisão drástica:
Caminho na esteira, e pedalo na bicicleta e assim vou levando kakakkkkkkk,Affffff !!!!! que sacríficio...
Beijocas e fique bem.

Anônimo disse...

Só voltei pra dizer que esqueci de deixar meu nome.rssssssss
Beijocas da Lia