09 março, 2009















Trago dentro do meu coração, como num cofre que se não pode fechar de cheio, todos os lugares onde estive, todos os portos a que cheguei, todas as paisagens que vi através de janelas ou vigias, ou de tombadilhos.
Sonhando...
E tudo isso, que é tanto, é pouco para o que eu quero.

(Álvaro de Campos)


3 comentários:

Paulo disse...

Quantas coisas trazemos dentro do coração como num cofre, guardadas como um tesouro!
Gostei muito do texto.Bj

Jussara Gehrke disse...

tudo que guardamos em nós faz o que somos... viagens são patrimonio, sonhar é planejar o futuro.

bjs
Ju

Márcia(clarinha) disse...

E o coração transborda de quereres que o poeta teima em guardar...

beijos flor
lindo dia