23 setembro, 2009





















Hoje recebi um telefonema de uma grande amiga do tempo da faculdade querendo marcar um encontro com a nossa turminha para matar as saudades, rir das bobeiras, relembrar histórias. E nossa conversa foi de risos o tempo todo. Ela me contando que havia sofrido um acidente, tinha se quebrado toda, hospital, gesso, médicos, consultas, exames e com tudo isso conseguimos achar graça. Imagine então como será esse encontro!
Mas por causa dessa ligação fiquei me lembrando da época em que tudo era motivo de risos, tempos de criança onde as coisas que eram tão comuns hoje fazem parte de uma vida tão distante. Época de andar descalça, brincar na rua, rir às bandeiras despregadas pelas coisas mais simples como tropeçar na rua, ou rir dos erros dos outros. No colégio então nem se fala, tudo era motivo para uma boa gargalhada. E em casa? Era só derramar o leite na mesa ou o molho do macarrão na roupa e pronto, meu pai, de cara amarrada e nós achando a maior graça.
Hoje falta tempo, falta assunto para dar risada. É uma pena. Deveríamos rir mais, aproveitar mais as coisas do dia a dia e achar graça, viver com mais alegria.

E você, quando foi a ultima vez que riu de uma bobeira ou de si mesmo?

(Regina Fernandes)

Um comentário:

Juju - ano IV disse...

pois Rê, hj mesmo ri de mim, quase despenquei da escada com os cachorros quando estava chegando na barraca da praia!...kkkkkkk

sou das que dá risada o tempo todo...rsrs...

dou boas gargalhadas na frente do computador!... kkkkkkkkk

a vida é alegre, tem gente que não consegue ver isso!!!

bom demais rir com amigos, rir de bobeiras, rir à vontade, gargalhar, e estar sempre com um sorriso nos lábios.

um sorriso pra vc querida!