01 dezembro, 2008

Por que estamos no mês do Natal




















O Natal é uma das festas cristãs mais bonitas, cheia de cores e de luz. À tradição cristã, por influências várias, seja de países evangelizados, seja de santos, foram acrescentados símbolos que hoje são indispensáveis na comemoração e na decoração da festa de Natal, dando-lhe uma identidade única.

Significado de alguns desses símbolos:

* 25 de dezembro
A Igreja católica toma esta data, a partir do século IV, como aniversário do nascimento de Cristo. O dia 25 apareceu pela primeira vez no calendário de Philocalus em 324, opção feita pelo Papa Júlio I, para cristianizar as grandes festas pagãs realizadas neste dia.

* Natal
A palavra Natal quer dizer nascimento, e originou-se do latim. É uma festa sem fronteiras. É o culto do nascimento, da bondade, da ternura, da vida e da reflexão.

* Advento
Antes da vinda. Tempo de preparação do Natal, para a vinda do Cristo-Menino. Compreende os quatro domingos que antecedem o Dia de Natal.


* Presépio
A palavra "presépio" vem do latim e também significa estábulo, manjedoura.
O presépio é uma linguagem visual para nos lembrar a vinda de Jesus para o meio de nós. É a representação do local do nascimento de Cristo com as figuras do Menino Deus, de José, Maria, animais, pastores e magos. O primeiro presépio foi feito em 1223, por São Francisco de Assis, nas redondezas de Greccio, Itália.

* Os Reis Magos
Melchior, Baltasar e Gaspar. Conforme conta a tradição, do Oriente e guiados pela estrela de Belém, acorreram ao local do nascimento de Jesus, levando em oferenda ouro, incenso e mira.

* Missa do Galo
No início havia três missas: ao pôr-do-sol do dia 24, à meia-noite e a Missa de Natal, dia 25 pela manhã. Foi o Papa Telésforo quem teve a idéia na escolha do horário de meia-noite, a hora do cantar do galo.

* As Cores
O verde é renovação e esperança; o vermelho está ligado ao fogo e ao poder, tanto de aquecer como de destruir, e também ao amor divino; e o dourado está associado ao sol, à luz, à sabedoria e principalmente a luz da Ressurreição de Cristo.


* Pinheiro - Árvore de Natal
Sendo uma planta que cresce em sentido vertical, apontando para o céu, a árvore é considerada por muitos como "intermediária entre o céu e a terra". A árvore luminosa, colorida, enfeitada, é uma das tradições do Natal. Há inúmeras versões sobre sua origem. Quando o mundo foi criado, nos diz a lenda, Deus deixou o pinheiro com folhas ásperas, fazendo-o sempre se lamentar. Para reparar o mal e para que a árvore parasse de se queixar, fez com que ela fosse o único vegetal que conserva suas folhas no inverno e que pelo menos uma vez ao ano teria o brilho das luzes. - Isso nos lembra a vida e a imortalidade.

* Bolas coloridas
É o enfeite tradicional da árvore de Natal. Representam os frutos da árvore, que é Jesus. São os talentos, os dons, as boas ações, o amor, o perdão, a esperança e a compreensão. Elas também simbolizam as graças que diariamente recebemos.


* Guirlanda
Arranjos com folhagens nasceram com a superstição de que heras, pinheiro, azevinho e outras plantas ofereciam proteção, no inverno, contra bruxas e demônios. Seus ramos eram usados para afugentar a má-sorte. Simbolizando a vida eterna e a paz, a guirlanda está presente na decoração natalina atual.


* Estrela
É usada na ponta da Árvore de Natal para nos lembrar da Estrela de Belém, que guiou os reis magos até a manjedoura de Jesus. Tem quatro pontas, representando o norte, o sul, o leste e o oeste. A estrela é luz permanente. Representada com cinco pontas lembra o ser humano: braços e pernas esticadas e a cabeça, onde está a vontade.

* Sinos
São tocados em ocasiões geralmente festivas. Tocado por ocasião do Natal, nos lembra o fato de termos um Salvador que e fez homem, habitou entre nós e partiu deixando sua mensagem de amor e paz.


* Velas
Elas simbolizam Cristo, a luz do mundo, que devemos imitar. É uma tradição nórdica.
A vela vermelha lembra Isaias, profeta que anunciou 1000 anos antes a vinda do Salvador; a vela azul lembra São João Batista que está próximo a Jesus; a vela cor de rosa lembra Maria, mãe de Jesus; e a vela amarela símbolo do ouro e da realeza do Salvador.

* Luzes
Cintilam simbolizando o fogo da vida eterna e a vinda de uma nova era.

* Anjo
Ocupa espaço na parte superior do presépio. Representa o Anjo Gabriel, o anjo da Anunciação, que levou a mensagem do nascimento de Jesus a Maria.


*Papai Noel
A origem do Papai Noel é incerta e cercada de histórias. A mais conhecida vem do século IV e fala sobre Nicolas, nascido em 281, que tornou-se bispo de Myra, na Ásia Menor. Conta-se que seus pais tiveram dificuldades para ter filhos, até que nasceu Nicolas. Dando graças pelo fato, eles passaram a distribuir alimentos, roupas e dinheiro aos pobres, até que vieram a falecer devido a uma epidemia. Nicolas herda a grande fortuna de seus pais, torna-se bispo e continua o trabalho de ajuda aos necessitados. Nicolas viveu na época do Imperador Diocleciano, em Roma, e é representado ainda hoje, na Europa, usando vestes de bispo, com um bastão numa das mãos e um saco de presentes na outra. Morreu no ano de 350 d.C. Passou a ser conhecido por S. Nicolas. À medida que a lenda sobre seus feitos foi sendo passada através das culturas alemã e holandesa, o bispo tornou-se Sinterklass, Saint Nicoleses e finalmente Santa Claus ou Santa Klaus.

Como Papai Noel é chamado em vários países:
Alemanha: Kiss Kringle (criança do Cristo)
Canadá/ Estados Unidos: Santa Claus
Dinamarca: Juliman
Espanha: Papa Noel
Finlândia: Joulupukki
França: Pére Noel
Holanda: Kerstman
Inglaterra: Father Christmas
Itália: Belfana ou Papa Natal
Japão: Jizo
Rússia: Baboushka
Suécia: Jultomten

* Ceia Natalina
A tradição nos conta que após a Missa do Galo, celebrada à meia-noite do dia 24, era servida uma refeição frugal aos presentes. Com o passar do tempo essa refeição foi transferida para as casas dos fiéis e tornou-se mais sofisticada.

* O Peru
O peru passou a integrar a ceia de Natal por iniciativa dos espanhóis durante o século XVI, que o adotaram em substituição a aves mais caras como o faisão ou o cisne. O hábito teria se difundido por toda a Europa e, mais tarde, alcançado também as Américas.

* Presentes
O presente natalino é uma tradição que tem raízes cristãs, inspiradas na visita dos reis magos. O costume de colocar presentes sob as árvores de Natal começou durante o reinado de Elizabete I, filha de Henrique VIII, na Inglaterra, no século XVI. Ela promovia festas natalinas e recebia muitos presentes. Como era praticamente impossível receber diretamente todos os presentes que lhe eram dados, adotou-se o costume de deixá-los sob uma grande árvore natalina, montada nos jardins do palácio.


* Pé de meia
Como já vimos, São Nicolau, precursor do Papai Noel, era de família rica e ajudava os pobres. Na região onde morava havia três moças pobres, que por falta de dote não conseguiam casar. São Nicolau jogou sacos de moedas pela chaminé de suas casas, que seriam usados como dote. Numa das casas, o saco de moedas caiu numa meia que secava na lareira, nascendo o hábito de se colocar presentes no pé de meia.

* A Musica
Sempre foi uma das formas mais sublimes de se transmitir sentimentos e mensagens. Duas canções tornaram-se universais: “Jingle Bells” e “Noite Feliz” escrita e musicada há 182 anos, na Austrália.

* Cartões de boas festas
Surgiram segundo alguns, em 1843, para outros em 1845, época mais aceita, havendo ainda referências ao ano de 1853. Foram criados por um artista plástico inglês, por encomenda de Sir Henry Cole, diretor do Museu Britânico que percebeu que não teria tempo para escrever à mão as felicitações natalinas, que eram moda na época, e mandou fazer um desenho natalino com um espaço onde escrevia breves palavras.


7 comentários:

Aline Souza disse...

Nossa que bonita essa postagem. Nunca tinha lido sobre as histórias natalinas. Me deu tanta saudades do Brasil...


Happy Cristmas !

Anônimo disse...

Sempre gostei das festas de fim de ano, mas aqui aprendi uma porção de coisas sobre o natal.
Parabéns pela postagem.
bjs
Paulo

Anônimo disse...

Que lindo Re!
Feliz Natal!
Teresa

Anônimo disse...

Regina você trouxe novidades pra mim nesta postagem. Apreciei muito!
Bj
Malu

Anônimo disse...

Adoro Papai Noel.
:)
Saudades
Karla

Baú da Silzinha disse...

Rege adorei a idéia de escreveres sobre as tradições natalinas e suas origens. Ficou muito interessante e gostei de saber de algumas coisas e outras já sabia.
Aliás, todas as tuas postagens são maravilhosas.
Este teu blog é tudo de bom.
Beijo grande, cheio de saudade

Solange Mazzeto disse...

Muito lindo esse post, adorei!!! tem coisa q eu n sabia, valeu! bj