06 julho, 2009

Janus – O olhar em duas direções: passado e futuro.


Na Antiguidade Janus, deus romano, era o porteiro celestial, sendo representado com duas cabeças, simbolizando o término e o começo, o passado e o futuro. Por isso na origem do nosso calendário, onde há diversas homenagens aos deuses romanos, janeiro é consagrado a Janus que, por ter duas faces, podia olhar ao mesmo tempo os dois anos, aquele que terminava e aquele que estava começando.



















É interessante como o tempo (passado, presente e futuro) sempre foi um tema constantemente abordado, em seus aspectos cronológicos, existenciais, reais ou imaginários, por poetas e grandes pensadores em várias áreas de conhecimentos que tentam entender o Cronos (o tempo do relógio) e o Kairos (o tempo vivido).

Muito se ouve falar em Carpe Diem ( aproveite o dia) mas as pessoas às vezes se esquecem de que o presente é uma ponte entre o passado e o futuro – duas faces com todas as possibilidades em nossas vidas (perdas, riscos e ganhos). Devemos aprender com a vivência do caminho trilhado, com nossos erros e acertos para que possamos compreender melhor o presente para fazer um futuro mais próspero e feliz.

Carpe diem, aproveite as oportunidades que a vida lhe oferece no momento, mas não se esqueça de lançar um olhar para o passado, olhar sua vida em retrospecto, para que possa desenvolver todo o seu potencial, todas as suas capacidades.

5 comentários:

Victor Gil disse...

Querida amiga Regina.
Para começar a semana, nada melhor que um pouco de História. Bom a gente sempre aprender algo.
Uma boa semana.
Beijão
Victor Gil

NICE PINHEIRO disse...

Pois é Regina. Mas o problema é que é difícil mesmo a gente lembrar que o presente é uma ponte entre o passado e o futuro. Vivo falando isso para minha filha. As pessoas costumam esquecer o passado (quando interessa, né? rs) e ignorar o futuro, como se o futuro fosse algo muito distante...Ah, amanhã eu faço. Mas, amanhã já é futuro! rsrs..
Carpe Diem amiga!
bjssssssssssss

Márcia(clarinha) disse...

Muito interessante a história de Jano, seria bom se pudéssemos olhar com atenção ao que foi e ao porvir, erraríamos menos.

lindo dia flor querida
beijos

Sole disse...

Olha não sabia das duas cabeças, gostei de saber. Interessante pra caramba, e o passado é algo que faz parte intrínseca de um ser, não pra gente se barbarizar, remoer e ruminar,com culpas, mas pra nos alertar, quando voltamos a fazer as mesmas escolhas que já nos machuram de alguma forma, e também pra relembrar de nós, adolescentes, crianças, épocas felizes, pra que no hoje e no futuro sejamos quem sabe melhores não é!

bjo Regina

Merciasz disse...

Régis..eiat vida danada de simples, né? Os homens complicam tudo.